Um novo olhar na fotografia de casamento

Foto: Rafael Porto

Sempre na  busca de gente boa no mercado de casamento, a Zankyou conheceu o trabalho de um novo jovem fotógrafo no mercado. Rafael Porto é morador de Niterói, a cidade de grandes fotógrafos de casamento e nos concedeu uma entrevista exclusiva. Conheçam um pouco mais deste novo fotógrafo e do seu lindo trabalho!

ZK: Há quanto tempo você virou fotógrafo, e o que te levou a fotografar casamentos? Como virou um profissional de fotografia?

RP: Minha estréia na fotografia é uma história interessante. Tudo começou quando adquiri uma máquina semi-profissional para registrar os momentos entre amigos. É verdade que, desde menino, ficava responsável por esta função (até criei um site onde postava as fotos que tirávamos em nossos encontros), mas foi com a nova aquisição que a brincadeira ficou séria. Em pouco tempo, me vi tão apaixonado por fotos que tal paixão se refletiu na leitura de artigos e busca por grandes referências. E minhas fotos foram agradando amigos e desconhecidos que me procuravam para fotografar aniversários e pequenos eventos. Até que um grande amigo me fez um convite inusitado: “Quer ser o padrinho e fotógrafo do meu casamento?” Sabia que era enorme a responsabilidade, mas apesar do frio na barriga, eu acreditava que daria para fazer um excelente trabalho. Aceitei o desafio. Comprei uma máquina profissional e redobrei os estudos sobre fotografia. Eu já tinha feito curso, só faltava estudar mais especificamente sobre fotos de casamento. Comprei revistas, entrei em milhares de site e fui adquirindo bagagem. O resultado foi surpreendente. Com as fotos do casamento de meu amigo, conquistei a confiança de outros casais, que me deram o grande prazer de registrar o que, sem dúvida, seria um dos dias mais importantes da vida deles. E assim, me tornei um profissional de fotografia de casamento.

ZK: Qual a maior dificuldade de um iniciante e qual sua maior realização?

RP: Um iniciante precisa conquistar o público, em geral, com equipamentos inferiores aos dos grandes profissionais e pouco material para apresentar aos clientes em potencial. Neste momento, é preciso contar com amigos. Aproveitar os aniversários ou provocar encontros que possam resultar em belas imagens. E abusar dos sites de relacionamento. Se o material for realmente bom, com um olhar diferenciado e uma boa qualidade técnica, as fotos certamente chamarão a atenção do público. Cada elogio que recebemos quando divulgamos nossas imagens, traz muita realização. Mas acho que a maior é quando vem o convite para a fotografia de um grande evento. Receber o convite para fotografar uma data única, como um casamento, é como ouvir a pessoa dizer: “entre tantos fotógrafos, escolhi você para fotografar o meu grande dia.” Ou seja, a certeza de que estamos realmente nos destacando.

ZK: Que estratégia você usou e usa para se destacar neste mercado?

RP: Acredito muito no poder do conhecimento e do marketing. Não bastam paixão e sensibilidade, é necessário conhecimento técnico. Saber tomar a decisão correta quanto à configuração da máquina frente às diferentes situações, sobretudo no que diz respeito à luz, é fundamental e decisivo para a qualidade da imagem. Saber tratar a imagem e realizar o ajuste final leva a perfeição da obra. Diferente de quando iniciei, trabalho hoje com equipamentos de ponta e busco sempre atualizá-los. Tão importante quanto a parte técnica, é saber divulgar as fotos e conquistar o cliente, aí entram as estratégias de Marketing. Já na semana seguinte ao casamento, posto algumas fotos do evento para que os noivos possam acompanhar na lua de mel e divulgar aos amigos. Preocupo-me em incluir nesta seleção imagens de amigos dos noivos para tornar o material atraente aos convidados, que entram no blog interessados em ver suas imagens. Além de movimentar o blog, as visitas acabam se convertendo em novos clientes. O contato com os noivos deve ser sempre o mais agradável possível. Eu e minha esposa gostamos de receber os casais em nossa casa, como novos amigos. Esse entrosamento favorece o clima de intimidade responsável por imagens descontraídas e espontâneas no dia do casamento.

ZK: Quais são seus planos para o futuro?

RP: Tenho planos ousados para o futuro, entre eles montar um estúdio no Brasil e conquistar o mercado internacional. Já tenho fechado para o ano que vem alguns trabalhos nos EUA e na Austrália. Estou ansioso para fotografar culturas e paisagens diferentes. Também estou formando uma equipe multiprofissional com maquiadores, cabeleireiros, costureiras e estilistas para ensaios externos com os noivos.

Confira um pouco do seu trabalho:

Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto
Foto: Rafael Porto

  • 4
    1

    Acompanho o trabalho do Rafael Porto desde o começo e tenho orgulho de acompanhar seu desenvolvimento. É muito gratificante ver que conseguiu ter sucesso na difícil tarefa de aliar prazer ao dever. O que Rafael Porto tem feito isto com primazia. A combinação do talento evidente com a paixão contagiante pela fotografia resultam num produto que inspira, tire suspiros e surpreende.

    Responder Deixe seu comentário

    alexcfer
  • 2
    0

    Parabéns pelos detalhes, Rafael!

    Responder Deixe seu comentário

    Mari Barbosa
  • 2
    0

    Muito legal a importância que o Rafael dá aos detalhes e o quanto eles podem comunicar!

    Responder Deixe seu comentário

    Terê
  • 1
    1

    Adorei a Matéria. Obrigado ao Zankyou pela oportunidade.
    As noivinhas que se interessarem é só entrar no site http://www.rafaelporto.com.br

    att,

    Rafael Porto

    Responder Deixe seu comentário

    rafaelporto
  • 1
    1

    Já conhecia um pouco da trabalho desse excelente fotógrafo, mas essa seleção de fotos está maravilhosa!

    Responder Deixe seu comentário

    Ca Montenegro