De noiva para noiva: o sonho do vestido de noiva virou realidade!

Foto: Layla Eloá

Hoje, vou falar um pouco sobre o tão sonhado vestido de noiva, que foi o quarto item que fechei, depois do local, cerimonialistafotografia e vídeo. Algumas amigas sempre souberam os modelos que usariam no dia do casamento, mas comigo foi diferente, eu não tinha a menor noção! Sabia que queria um vestido “bem noiva”, ou seja, queria um vestido de renda, porque para mim é a tradução de noiva.

O noivo me fez 2 pedidos: não casar com um vestido tomara que caia nem com um vestido muito grande… Não gostei muito dos pedidos, mas depois acabei concordando. É incrível como todo mundo usa tomara que caia, é sempre uma tendência. Usar um modelo que não fosse tomara que caia seria sair um pouco do atual “tradicional”.

Modelo Pronovias disponível na Internovias

Como não tinha um modelo definido, resolvi visitar algumas lojas para ver qual modelo me
cairia melhor. Não sabia se compraria ou alugaria, mas estava bastante flexível. A primeira loja que visitei foi a Internovias em Ipanema. Infelizmente não tive muita sorte lá, porque dos modelos que escolhi pelo site não estavam disponíveis para experimentar. Cheguei a provar uns 5 modelos, mas não vi em nenhum deles o famoso: “é esse!”. Gostei muito do atendimento.

O segundo lugar que fui foi o atelier da Marie Lafayette e achei um vestido que usaria facilmente no grande dia para locação. Simplesmente adorei o vestido! Conseguia me ver como noiva e imaginar a marcha nupcial tocando, mas era um vestido de segunda locação e o preço passava do valor de compra em muitos lugares.

O terceiro lugar foi em uma costureira especializada em casamentos de Niterói. Mas não me senti muito segura em relação à qualidade do trabalho e não gosto de quem não mostra modelos para podermos avaliar.

Vestido de Marie Lafayete. Foto: FGRfotos

O favorito era o da Marie Lafayete, mas como vou casar com um engenheiro, fizemos contas até chegar a conclusão que sairia mais barato ir a Miami ou NY comprar um vestido do que alugar o tal modelo. Isso considerando comprar um Vera Wang na David’s Bridal. Ponderamos bem e o risco de dar algo errado também seria muito alto e, por isso, resolvemos procurar um pouco mais.

Foi aí que a Jane, minha cerimonialista, me indicou o ateliê da Marlucia Lima que encaixava perfeitamente com o que precisava. Lá eles são fortes em modelagem e costura, então precisava definir o modelo antes. Busquei frenética vestidos em sites, revistas, até que o Guto instalou um aplicativo do Iphone chamado Wedding Dress Lookbook. Foi lá que encontrei meu modelo perfeito! Boa sorte meninas!


Helena Magalhães é noivinha Zankyou e se casará em janeiro de 2012. Grudamos no pé dela para acompanhar todas suas aventuras até subir no altar. Toda semana um capítulo novo da história dessa noiva carioca!

  • 0
    0

    Eu também estou nesta fase de escolha do vestido e acredito ser uma das escolhas mais difíceis e gostosa, claro!
    Você pode me passar o contato da Marlucia Lima?

    Beijos e boa sorte!

    Responder Deixe seu comentário

    leiladebrito
    • Olá Leila,
      Segue o contato:
      Marlucia Lima Alta Costura
      Av.Nossa Senhora de Copacabana,492/301
      (21)2235.2046/2548.6233
      marlucia.lima@globo.com

      Boa sorte!!!

      • Oii! Vim te agradecer pela super dica! Estive lá ontem e adorei! :)

        Bjs.