Colocar ou não o sobrenome do marido no seu nome?

Colocar ou não o sobrenome do seu marido, eis a questão! Foto: Aline Machado

Mudar ou não de sobrenome depois do casamento é uma dúvida que está cada vez mais frequente. Muitas mulheres optam por manter seu nome de solteira e não colocar o sobrenome do marido por comodidade. Afinal tem todo aquele processo de mudar todos os documentos e isso leva tempo, paciência e dinheiro.

Fazer uma mudança de sobrenome é uma escolha difícil e deve ser pensada. Foto: Carla Teneyck

Fazer seu casamento na igreja e uma festa de comemoração é uma forma de guardar as tradições de umas das datas mais importantes para o casal, mas cada vez mais as mulheres acabam optando por deixar algumas tradições de lado, como é a questão de não colocar o sobrenome do marido.

Para Daniele Pires, que acaba de se casar, guardar o seu sobrenome era uma questão de afirmar sua independência e também um ato de feminismo, já que a mudança de sobrenome nos casamentos históricamente é um símbolo pela qual a mulher deixa de estar sob status da família do pai para estar sob as do marido.

A burocracia para mudar de nome é um dos aspectos a ser levado em conta. Foto: Fran Russo

Mas nem todas as mulheres vêem essa decisão da mesma forma. Querer manter o mesmo sobrenome pode ser apenas uma forma de guardar sua identidade, pois o sobrenome nos revela nossa origem e todo o nosso histórico familiar.

Mudar de sobrenome às vezes pode dar uma grande dor de cabeça, se você um dia quiser voltar atrás. Foto: Monica Salva

O mais importante é que essa decisão seja sua, e se você vai se sentir bem mudando de sobrenome, pois além de todas as mudanças burocráticas no cartório, seu novo nome estará sempre atrelado ao seu marido.

É como se fosse uma tatuagem, mudar de nome é uma linda homenagem ao noivo, mas se um dia você quiser tirar, pode dar uma grande dor de cabeça!